Diário de um fumador

Apenas o desespero na forma de palavras

31 de janeiro de 2008

Um mês sem fumar...

Chego a casa, apressado, e ligo o computador, enquanto tento ordenar as tarefas que tenho de cumprir antes de terminar o dia.
Tenho ainda algumas coisas para fazer, antes de me deitar. São quase onze e meia da noite e não quero que acabe o dia sem registar este momento no blog. Agora, nada é mais urgente que contar, partilhar, desabafar isto:
31 dias!
Um mês inteiro sem fumar! Eu!!... Que desde que comecei, nunca conseguira ficar vinte e quatro horas seguidas sem fumar... Consegui aguentar um mês!
Durante este dia, como é compreensível, a palavra "mês" não me saiu do pensamento. E sorria, de quando em vez, até me chamarem à atenção no trabalho. "Que tens Rui? Estás com um ar idiota!" - alertaram-me.
Pois estou, pensei. Um idiota que não toca num cigarro há um mês. Continuo a mesma pessoa... o mesmo idiota, de facto. Um pouco mais triste, talvez. Mais pensativo, de certeza. Menos ansioso, claramente. Mais saudável, penso eu. Mais rico 93 Euros, he he!...
Apesar da tendência ser desejar outro mês, tento não pensar sequer no dia de amanhã. Quero saborear o prazer desta noite. Quero celebrar!
Esta noite é de reflexão pelo caminho percorrido, de análise dos altos e baixos. Mas é também uma noite de partilha de sentimentos de alegria e orgulho. E quero celebrá-la contigo!
Obrigado por me leres e continuares comigo.

3 comentários:

monica disse...

MUITOS PARABENS... é sem duvida um vencedor
foi com enorme prazer que durante estes 31 dias acompanhei o seu blog... cada dia que passava era mais uma vitoria.
espero que no dia 2 de Março estejaoutra vez com "cara de idiota" menos ansioso, mais rico e mais saudavel, pois é sinal que teve mais um mês sem fumar.
Tenho orgulho em si

sonsdebruniel disse...

Porquê cara de idiota?
Deverá ter sido de contentamento por, afinal, começares a acreditar em ti? pois....
Não termos nós sempre cara de idiota quando algo, do qual não esperamos, nos surge pela frente, quer seja um acontecimento, uma frase ouvida, um gesto visualizado, um pensamento inconsciente, ou um feito?
Não terá sido cara de idiota, de facto....
Melhor pensar que terá sido cara de descoberta!!
AB

Anónimo disse...

para quem nunca acreditou que era capaz de deixar de fumar, tenho que lhe dar os meus parabéns...
surpreendida... muito mesmo... mas tenho que lhe confessar que se sente a sua falta naquelas escadas...
sente se a falta de um amigo que partilhava com qualquer aluno daquela escola um pouco da sua sabedoria...
mas talvez se tenha ganhado um amigo ainda maior dentro da sala de aula... onde quer partilhar todas as suas experiencias e alertar os alunos com esse maldito vicio...
joana gomes

Reduzido a cinza

A minha foto
Canas de Senhorim, Viseu, Portugal
À espera de palavras...