Diário de um fumador

Apenas o desespero na forma de palavras

27 de outubro de 2008

Cigarro amigo

Muitas vezes, consideramos o cigarro o nosso único amigo. Aquele companheiro em alturas difíceis. Eu tenho a sorte de ter amigos que, aos poucos, me foram conquistando pela maneira de ser e pela habitual (e necessária) presença nesses malditos momentos. Até foi mais fácil largar os cigarros...
Abordo esta questão porque um desses amigos está a pensar deixar de fumar. Escrevo "pensar" porque começou hoje a luta e acredito que, daqui a uns meses já nem sequer pense nisso. Simplesmente, não vai fumar.
Eu consegui, amigo! Por enquanto, estou a conseguir. Gostava que conseguisses também!
Esta é a minha homenagem à tua vontade!

2 comentários:

Achigã (Filipe Ferreira da Silva) disse...

Até se deixar de deixar ou de ter vontade de fumar um cigarro é muitro tempo. Eu deixei de fumar há mais de 5 anos, e garanto-te que quase todos os dias tenho vontade de fumar, mas agora mesmo quando fumo um cigarro, é muito mais fácil (mas ainda difícil) de nao pegar no seguinte! Estive 3 anos e meio sem tocar num cigarro!

Rui disse...

Amigo Filipe,
Bem vindo a este humilde espaço.
Não vais acreditar se eu disser que deixei de fumar, utilizando adesivos, porque soube que resultou contigo, pois não?
Mas é bem verdade!
Abraço

Reduzido a cinza

A minha foto
Canas de Senhorim, Viseu, Portugal
À espera de palavras...