Diário de um fumador

Apenas o desespero na forma de palavras

19 de janeiro de 2008

Madrugada

Entro nas primeiras horas do meu 19º dia sem fumar. Hoje custou muito. Aliás, ontem!
Tive mais um dia complicado na escola e, esta noite, começamos a (tentar) fazer as fardas de Carnaval. Não sei se vou aguentar muito mais tempo esta luta, que já se deveria ter tornado mais fácil, creio eu.
Digo a mim mesmo que fiz a melhor opção, mas sinto também que a minha alegria de desvaneceu no fumo azulado do último cigarro que fumei, há 18 dias atrás.
Fico constantemente deprimido, triste e desmotivado para as coisas banais. Aliás, tudo se torna banal. O mundo à minha volta pode desabar, que eu estarei comprometido comigo mesmo a pensar:
"Está tudo a acabar, mas o que interessa é eu não fumar!"
Valerá a pena estar a perder o interesse pela vida, pelo que me rodeia?

3 comentários:

miau disse...

Parece-me que não será um desanimo pela vida...
Será a angustia pelo fumo, a boca a salivar pela vontade de fumar um cigarrito!
Já chegaste até aqui, não desistas...
Admiro essa coragem que não tenho!!

monica disse...

antes eu adorava ler o seu diario transparecia coragem motivação.
agora custa-me ler as palavras de desanimo e tristeza que escreve.
é dificil para mim imagina-lo triste..
a pergunta que deixou, não tenho resposta para ela.so lhe posso dizer que para ter sucesso em algo é preciso sacrificios, e acreditar que seremos capazes apesar dos varios obstaculos.
espero que mesmo sem os cigarros renasça em si a alegria, animação, moticação, etc.
FORÇA EU ACREDITO EM SI

Anónimo disse...

FORÇA!! EU SEI K È CAPAZ!!

Reduzido a cinza

A minha foto
Canas de Senhorim, Viseu, Portugal
À espera de palavras...